Fale conosco

(66) 3461-7900

Ouvidoria Municipal

(66) 3461-7900


Geral


GERAL
Audiência Pública no Bairro Cohab São Lourenço

Sugestões e soluções marcaram a Audiência Pública no Bairro Cohab São Lourenço

Na quinta-feira (28) foi a vez do Bairro Cohab São Lourenço de participar da Audiência Pública organizada pela Prefeitura de Jaciara. No evento estiveram presentes moradores do município, trabalhadores do órgão público, vereadores e outras autoridades que comporam a mesa, como o prefeito Max Joel Russi, o secretario de governo, Ademir Gaspar de Lima, o vereador Claudemir Pereira, a câmara dos vereadores, o presidente da Ujac, Messias Ataíde, o pastor Vandir, presidentes de bairros e José Antônio, secretario adjunto de planejamento.

No evento foram apontados pela comunidade alguns problemas que atingem diretamente o bairro e conseqüentemente soluções para a melhoria de vida da população. Segundo o Secretario de Governo, essa proposta de sair do gabinete e vir até a população serve para que juntos, poder e povo, possam solucionar problemas. O secretario adjunto de planejamento, José Antônio, fez uma breve apresentação do PPA (Plano Plurianual 2012-2013) que propõe metas e destina o dinheiro que será usado para a melhoria no serviço público.

Após a apresentação, o microfone foi aberto a comunidade para que pudessem apresentar as dificuldades e propor maneiras de resolve-las. Entre os problemas destacados, a população em geral pediu mais recursos voltados ao lazer, como quadras cobertas, urbanização e instalação de uma Praça no Bairro Zé Araçá, ampliação de um campo socyte e aparelhos para exercícios e diversão nas praças. Além disso, a população apresentou mais pedidos, como calçadas e meio fio, linha de ônibus para o centro da cidade, creche para o bairro com período integral, pavimentação asfáltica, titulação dos lotes no Bairro Zé Araçá, coleta de lixo, melhoria na estrutura dos PSFs, além de um centro odontológico para atendimento de urgências, iluminação no bairro e mais recursos para o investimento da feira livre da Cohab São Lourenço.

Diante dos pedidos, o prefeito Max apresentou a população soluções, algumas já sendo providenciadas, como é o caso da instalação de creches no bairro, o programa “período integral” que já é realidade na escola Amélia Freire, e a titulação dos lotes, onde já foi criada uma lei para a regularização dos mesmos, além de outros projetos e obras que já acontecem no município, como a entrega de micro ônibus para a educação e para a Pestalozi, construção do CRAS nos bairros para a melhoria do atendimento social, auditório de eventos no bairro Santo Antônio, com auditório para cinema e teatro, cantinho do idoso que será realidade em breve no município e a entrega de 500 novas casas até o final de seu mandando.

Além disso, o prefeito considera todos os levantamentos importantes para o desenvolvimento do município e garante que as propostas serão analisadas e colocadas em prática. Ele ainda ressalta que muitos dos pedidos têm possibilidades concretas de se realizar, por exemplo, o calçamento no bairro, uma linha de ônibus para o centro da cidade, investimentos na área do lazer, conclusão do asfalto, reformas nos PSFs e a solucão do problema da coleta de lixo que atinge o município em geral.

Quem ficou contente com essa iniciativa da Audiência Pública, foi o morador Deulino de Almeida, que acredita ser importante levar os problemas da comunidade até o poder público, para que assim se faça um bom planejamento do dinheiro. “A gestão do prefeito está se saindo bem, sabemos que a arrecadação não é muito grande, mas mesmo assim acredito que mais audiências devem ser feitas para levarmos os problemas que nos atingem até o poder público”, declara Deulino.

A professora Martinha Moura, também moradora do Bairro Cohab São Lourenço, acrescenta que essas audiências criam uma sintonia entre população e governo e mostram como deve ser tratada a realidade do município. “Muitas vezes o povo cobra e acontece uma desigualdade. O gestor desconhece a real necessidade do povo e o povo não sabe como é ser gestor, não é fácil ser gestor, depende de muita gente. Por isso as pessoas precisam participar e cuidar do espaço onde moram”, ressalta.

Existe uma responsabilidade geral entre gestores e população e dessa forma, com dialogo e propostas é que o poder público do município de Jaciara caminha com desenvolvimento. “Para encontrar uma solução é preciso que todos se juntem e criem uma responsabilidade geral. E isso é o que presenciamos hoje”, finaliza a professora Martinha.

Publicado em 29/07/2011

Fonte: Aline Bassanesi/Ascom



Últimas Notícias

2022 © Prefeitura Municipal de Jaciara - Mato Grosso - CEP: 78820-000